Sentir

Quem sou eu pra ensinar qualquer coisa nessa vida. Principalmente a amar…

Na verdade eu bem sei: não sou ninguém!

E saber que não sei, tem sido uma máxima em minha vida. Nesses duros e últimos tempos, mais ainda!

Aliás, como a gente aprende com o tempo, não? Aprendemos até a saber que nada sabemos. E como sei disso.

Porém… amar, eu sei que sei!

Foi logo no tema mais sensível e difícil da vida que consegui me letrar. Hoje posso até, rapidamente, ensinar.

Tempo, na vida, é tudo. E nada… Ele acaba, corre, voa, escorre, escoa, some, passa, é massa.

Para amar é preciso, além do olhar: ceder, amadurecer, lavar, ser, ajudar, entender, doar, ouvir, rir, cozinhar, cantar, trabalhar, dormir, dividir, ninar, ferver, conversar, transar, brigar, solidarizar, namorar, somar, dançar, concordar, respeitar, perpetuar, tudo isso, enfim: amar!

Nessa vida, com o tempo, aprende-se tanto que hoje sei…

No amor, seja ensinando a aprender ou aprendendo a ensinar, o importante mesmo é sentir!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: